sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Cruzando a fronteira


Acabo de voltar do Japão, da China, da Tailândia e de uma escala no Vietnam, tudo em mais ou menos duas horas!

Estou em êxtase!!!

Aqui perto de casa fica o bairro do Chinatown. Já estive algumas vezes por lá, mas sempre nos mesmo lugares. Até que hoje, em busca de uma arma para combater as baratas do meu vizinho chinês (nada como ir ao território do inimigo para conhecê-lo melhor), entrei num supermercado que tem por lá.

O supermercado pertence a uma das poucas grandes redes que existem por aqui e eu já tinha ido em outras lojas deles, mas nunca naquela. Entrei esperando um supermercado qualquer, como os outros da mesma marca.

Sai deslumbrada!

Imagine uma coisa: lá tinha. Imagine uma coisa que não dá pra imaginar: lá tinha.
Comecei a andar pelas gôndolas que nem criança quando passa em frente a loja de brinquedo, vira o pescoço e continua caminhando sem olhar pra frente (ou eu mesma em frente a loja de sapatos).

Quando alguém entrava na frente da prateleira que eu tava olhando tinha vontade de empurrar, puxar pelo cabelo ou chutar porque eu podia estar perdendo alguma coisa bem ali. Se as pessoas pegavam algum produto eu ia lá olhar o que era.

Li umas mil embalagens, tirei uns dois mil produtos das prateleiras aí lembrei que estava sem carro, marido ou sacolas, o que limitava minhas compras a uns 3 quilos (o que quer dizer que eu ia sair de lá com seis – é sempre assim!).

Casa passo que eu dava eu ia mais a loucura. Vinham os noodles: quarenta mil tipos, cores larguras, espessuras, de ovos, de trigo, espinafre, fresco, seco, ah…
Consegui escolher 4 e passar pra próxima seção.

Chás!!! Ah, meu Deus… quase nem gosto…

Mais uns passos e lá vem os noodles de novo e tive que rever todas as minhas escolhas...

Frutas secas. TOOOOODAAASSS! Inclusive aquelas que a gente nem imagina que existem, claro!

E as bolachinhas… Formatos, cores, desenhinhos… Mais uns 40 minutos só ali.
Quando eu achava que já tinha visto muito ressurgem os chás em muito maior quantidade e variedade do que nas prateleiras anteriores. Achei que chá de banana (isso mesmo!) já era ousado o suficiente, até que olho do lado e lá está ele: o famoso, citado, desaprovado chá de cogumelo!!!

Ele existe, foi industrializado e está a venda no mercado (não me refiro ao mercado negro... ao mercado legalizado mesmo, que dá nota fiscal e tudo! Será que pode deduzir despesa com chá de cogumelo do imposto de renda aqui na Austrália?).

Achei que comprar o chá de cogumelo seria muita ousadia, então fiquei com o de banana, cujo efeito não estava explicado na embalagem. Por isso, se eu começar a escrever coisas sem sentido nas próximas linhas vocês já sabem que foi conseqüência do chá que estou tomando...

Alguns passos depois comecei a perceber a música de fundo tocando. Acreditem: música de natal chinesa também tem cara (ou som) de música de natal! Dava pra entender o Merry Christmas no meio e àquela altura já comecei a me perguntar se eu realmente estava escutando certo ou se eu já tava entendendo chinês depois de ler tantos rótulos (isso não é efeito do chá, isso realmente aconteceu).

O ano-novo deles começa hoje, por isso imagino que as músicas estivessem tocando.

Bom, mais alguns passos pisando nas nuvens e entro num novo corredor que de repente começou a parecer familiar. Achei que já estava me sentindo tão em casa que meus olhos estavam começando a ficar puxados e as marcas dos produtos conhecidas.

Até que me lembrei que continuava num supermercado da rede e percebi que dali pra frente os produtos eram os mesmo, como de qualquer outra loja...

Peguei meus vários noodles, minhas bolachinhas e vim embora pra casa comendo um bolinho de feijão e tomando um chá verde gelado.

E acreditem: a foto acima é dos rolinhos de frango com papel arroz que eu comprei no supermercado e EU acabei de fazer!!!

2 comentários:

cleo disse...

Pq meu recado não foi publicado ??????

Cleo

cleo disse...

Cíntia

Só de ler, me deu uma vontade enorme de entrar neste Supermercado.... embora a D. Júlia tenha dito p/ o seu pai outro dia:
- Fer, não dá mais $$$$ p/ ela comprar açúcar nem leite condensado, pq está muito gorda...
Fiquei imaginando como deve ser bom este chá de banana. Embora eu não seja fã de chá, adorei o de honey with lemon que vc me trouxe...Parbéns pela "comidinha" q vc fez!!!! Uhuhuhhhmmm... delíccia que deve ser....

Bjs Mamioboolog